Livro: Cidades de Papel (John Green)

Quem gosta de livro jovem, com diálogos engraçados e dinâmicos deve ter, pelo menos, um livro do John Green na estante, né? O autor é um dos mais queridinhos do público jovem e, entre os sucessos, está o livro A Culpa é das Estrelas (tem resenha dele aqui).

ACEDE foi o primeiro livro do autor que eu li e gostei bastante, apesar de achar que o livro não é tudo isso que todo mundo pensa, mas ainda assim é uma história que te prende e você quer saber o que vai acontecer com os personagens. Por esse motivo, queria ler mais livros dele, para ver se todos seguiam essa linha de escrita e me indicaram Cidades de Papel.

cidades de papel resenha livro john green borboletas na carteira-2

O livro conta a história de Quentin, um garoto nerd com poucos e bons amigos e que está no último ano do colégio. Ele é estudioso e faz tudo sempre certo, filho de psicólogos, ele sabe muito bem como agir. Quentin é vizinho de Margo, desde os 2 anos de idade e sempre foram amigos, até Margo se tornar a garota mais popular do colégio e passar a ignorar totalmente Quentin. Ao contrário dele, ela é a garota problemática, que já fugiu várias vezes de casa e que só quer saber de se divertir. De fora, a vida de Margo parece perfeita, mas nem tudo são aparências.

cidades de papel resenha livro john green borboletas na carteira

Depois de muitos anos, Margo aparece na sua janela, toda pintada de preto e vestida de ninja e o convida para ajudá-la num plano muito engraçado e bem bolado de vingança contra o namorado dela que a está traindo com a melhor amiga. O plano todo dura uma noite, mas depois de conhecer a atual Margo, Quentin se vê ainda mais apaixonada pela garota incrível e perfeita que ela é.

Porém, contrariando as expectativas de Quentin de que tudo vai voltar a ser como antes, no dia seguinte Margo desaparece. Como ela sempre foge de casa, seus pais nem ligam e a polícia local também não. Mas Quentin não desiste. Disposto a desvendar todas as pistas que Margo deixou para trás, ele dedica sua vida a encontrá-la.

cidades de papel resenha livro john green borboletas na carteira-5

cidades de papel resenha livro john green borboletas na carteira-3

O que eu achei: Esse é o segundo livro do John Green que eu leio, então não posso fazer uma análise geral da escrita e linguagem, mas não gostei de Cidades de Papel. Achei que o grande ápice do livro acontece no começo, quando a Margo vai se vingar e pede a ajuda do Quentin. Nesse momento o livro é gostoso de ler, engraçado e empolgante. A vingança é muito inteligente e faz a gente torcer para que tudo dê certo. Mas depois, quando a Margo desaparece, o livro fica monótono e arrastado. A busca de Quentin é cansativa e, por várias vezes, senti vontade de abandonar o livro na metade. E, sinceramente, eu poderia ter abandonado que não faria diferença, porque o final não é muito melhor do que o meio do livro.

ONDE COMPRAR: Saraiva (R$19,80) | Cultura (R$29,90) | FNAC (R$19,40) | Americanas (R$21,16) | Submarino (R$19,90)

*preços consultados em 03 de agosto de 2014*

(Visited 340 times, 1 visits today)

RELATED POSTS

45 Comments

  1. Responder

    Nayara

    4 de maio de 2015

    Gostei da sua resenha. Li o livro e foi tudo isso o que você comentou. Chegou uma hora que comecei a ler pulando parágrafos chatos. Teve partes do livro que não tinha nada haver e nada a acrescentar no desenvolver da história, depois que a Margo desapareceu só foi enrolação. Não gostei do livro mais essa foi a resenha mais sincera que já vi sobre esse livro.

  2. Responder

    Caroline

    1 de outubro de 2014

    esse é meu ultimo livro, e estou no meio na parte que ela desaparece , mas fica monotono, e nem me anima mas a termina de ler.

    • Responder

      G Florees

      2 de outubro de 2014

      Eu empurrei com a barriga essa parte :P

  3. Responder

    Priscila Gonçalves

    15 de agosto de 2014

    Eu gostei muito do Teorema de Katherine e a Culpa e das Estrelas,
    “Quem é você, Alasca?” Não consegui acabar de ler, muito chato e só tem desgraça.

    • Responder

      G Florees

      17 de agosto de 2014

      Eita, bom saber, assim nem tento ler :D

  4. Responder

    Jéssica Santos

    9 de agosto de 2014

    Esse eu ainda não tive a oportunidade de ler mas ja li teorema katherine e a culpa é das estrelas sou apaixonada pelos dois que são ótimos (na minha opnião) e é tipo aquele livro que te prende e te “obriga ” a ler até o final msm sabe? Bjoo adoro vcc

    • Responder

      G Florees

      11 de agosto de 2014

      Ah, que bom saber que Teorema Katherine é legal :D

  5. Responder

    C

    7 de agosto de 2014

    Tipo, o negócio de Cidades de Papel não é ser um livro de romance ou mistério ou o que for. É um livro sobre pessoas, e fins, e entender os outros. Entendo que você, como uma pessoa de exatas (não leve isso como uma ofensa por favor) possa ter dificuldade para entender os aspectos metafóricos e artísticos subjetivos do jeito que o John escreve, mas o que tem nesse livro é uma lição muito valiosa: as outras pessoas são pessoas como a gente, com preocupações, problemas e segredos, e nós nunca vamos poder prevê-las. Mesmo que pessoa x saiba exatamente tudo que aconteceu na vida de pessoa y, x nunca vai poder prever o que y vai fazer, pois ambas foram submetidas a uma experiência diferente de socialização e vão encarar as coisas de jeitos diferentes.
    Sobre o livro: a cena das vinganças é cheia de referências a clássicos (além do nome do principal, inspirado no grande mestre Tarantino) que enchem os olhos dos adolescentes inteligentes da geração atual (inclusive a cena do Sea World, porque a maior parte deles foi pra Disney e vai se emocionar muito com essa cena como eu me emocionei). Mas a parte maravilhosa dele não se resume a isso: a cena que ele sai da escola, por exemplo (chorei, porque é bem assim). A cena que ele passa a formatura esperando por ela e refletindo. A cena que ele fica na banheira com Lacey e eles pensam em como todo mundo fica falso e saudosista quando tem que se despedir (também verdade). A cena que Lacey come barra de brownie pela primeira vez. A cena toda da viagem de carro. A cena final, em que entendemos a verdadeira mensagem do livro.
    Não estou invalidando sua crítica, claro. Só dando as pessoas que leram ela terem acesso a uma segunda opinião.

    • Responder

      G Florees

      8 de agosto de 2014

      Muito legal sua opinião, só podia ter comentado com seu nome de verdade. Geralmente eu nem aceito comentários com nomes fakes, só vou aceitar o seu porque gostei do seu ponto de vista.

  6. Responder

    bebel

    6 de agosto de 2014

    Adoro suas dicas de livros , quero ler esse livro para ver o que acho afinal, ler é ótimo. Estou adorando.

    Bjs

    • Responder

      G Florees

      6 de agosto de 2014

      Que bom que você está curtindo as dicas :D Beijos

  7. Responder

    Jaci

    6 de agosto de 2014

    Eu já li os quatro mais famosos dele e gostei porém, todos ficaram na minha categoria água com açucar : /

    • Responder

      G Florees

      6 de agosto de 2014

      Poxa, que pena :(

  8. Responder

    Cris

    6 de agosto de 2014

    Eu também não gostei do livro. Talvez por ter lido depois de ler A culpa é das Estrelas, esperava um livro super emocionante e cheio de histórias… Não foi o que aconteceu. O livro é chato e cansativo, só acabei de ler porque não deixo livros pela metade. Não gostei muito também do Teorema de katherine, mas ainda é melhor que Cidades de Papel.

    • Responder

      G Florees

      6 de agosto de 2014

      Eu também não gosto de abandonar livros, por isso fui até o final, mas foi difícil, hahaha :D

  9. Responder

    Thayná

    5 de agosto de 2014

    Olá! É a primeira vez que entro no seu blog e já olhei ele quase todo, isso porque 1- eu também não entendi a fama absurda desses livros do John Green e só li A culpa é das estrelas por causa do filme, 2- não me interesso por livros que ficam na moda (não li e nem pretendo ler Cinquenta tons de cinza); 3- gosto da forma como escreve :)
    Não encontrei nada sobre A arte de correr na chuva, Garth Stein. É simplesmente lindo, recomendo! (especialmente porque vc tem um dog lindo)
    Beijos!

    • Responder

      G Florees

      6 de agosto de 2014

      Ah, que legal! Vou anotar aqui para procurar :D Beijos

  10. Responder

    Jessica Silvano

    5 de agosto de 2014

    Finalmente alguém com uma opinião parecida com a minha sobre John Green! rs Acho a Culpa é das Estrelas um livro super bonitinho, me emocionei e tal… mas tá MUITO longe de ser um super livro emocionante de chorar litros e com uma super história… É apenas um livro bonitinho! Não li Cidades de Papel, mas pela sua resenha percebi que é muito parecido com Quem é você, Alasca. O mesmo estilo. Também tive muita vontade de parar de ler na metade e se assim tivesse feito não teria mudado nada, porque o final é obvio e sonolento…

    Tô amando seus posts de livro, G! Continue com eles =)

    Beijos

    • Responder

      G Florees

      7 de agosto de 2014

      Eu queria ler mais do autor antes de pegar essa birra, mas acho que nem é preciso, haahha :D

  11. Responder

    Tatiane Nascimento

    5 de agosto de 2014

    Adorei o post…

  12. Responder

    Mari

    5 de agosto de 2014

    Eu comprei A Culpa é das Estrelas no começo do ano. Parei logo no começo porque não consegui me empolgar. Cidades de Papel eu quase comprei, mas achei melhor deixar pra resolver isso quando eu ler ACEDE e se gostar, eu me arrisco com os outros livros do autor.
    G, vc já leu Um dia, do David Nichollas(não tenho certeza se esse é o nome correto do autor #vergonha) ?

    • Responder

      G Florees

      7 de agosto de 2014

      Não li mas assisti o filme :D Beijos

  13. Responder

    Carol

    5 de agosto de 2014

    Ge! Sei que tá fora de contexto pq o post é de livros, mas não quis comentar em posts antigos por não saber se vc vai ver;. Eu queria saber se vc me indica uma base e/ou um corretivo para área dos olhos, mas que não acumule. Eu tenho umas ruguinhas abaixo dos olhos e sempre fica acumulado e feio.. tenho muitas olheiras e quero disfarçar bem. Obrigada!!!

    • Responder

      G Florees

      17 de agosto de 2014

      Oi Carol, não tem jeito, se você tem linhas, ela vai acumular ao longo do dia. O que disfarça um pouco são os primers, que “preenchem” essas linhas. Mas não se apega a isso não, vai dando batidinhas com os dedos onde acumular e fica tudo certo :D Beijos

  14. Responder

    stephanie

    5 de agosto de 2014

    oii jessica, tudo bem? comecei a te seguir recentemente e estou amando tudo!
    meu comentário nao tem nada haver com o post, apesar de também ser uma leitora assidua!
    é que eu tenho uma sobrancelha um pouco fina e clara, pq meu cabelo é um castanho claro também, e vi que você ficou 8 meses (!!!) sem tirar as suas para seu caamento, procurei post sobre essa sua experiência e não achei.
    Não sei se vale essa tentativa para mim, pois não sei se alguns pelinhos que ja sairam vão voltar a crescer, queria sua opinião…desculpa o comentário gigante, mas to perdida e queria saber de alguem que ja passou por essa experiencia..
    muito obrigada
    beijos

    • Responder

      G Florees

      5 de agosto de 2014

      Oi Stephanie, volta sim, não todos, mas a maioria. Sugiro que você consulte uma designer de sobrancelha, assim ela pode te falar o que é melhor :D Beijos

  15. Responder

    Moniege Almeida

    5 de agosto de 2014

    Também não achei muito bacana esse livro não. Poderia ter continuado com as consequências da vingança né? Enfim, JG tem um livro bem melhor que esse, “Quem é você, Alasca?” Eu li e adorei, G! Depois pega esse pra ler! Bjs

    • Responder

      G Florees

      5 de agosto de 2014

      Ain, traumatizei com John Green :(

  16. Responder

    Ana Luiza

    5 de agosto de 2014

    Adorei esse livro, já li o ACEDE e estou terminando o quem é vc alasca
    Bjs <3

    • Responder

      G Florees

      5 de agosto de 2014

      Beijos, Ana Luiza :D

  17. Responder

    Jessie

    5 de agosto de 2014

    Toda a gente fala maravilhosamente bem de John Green mas a verdade é que eu não consigo achar isso :S até agora só li A Culpa é das Estrelas e embora tenha gostado ligeiramente, não foi em nada o tudo que toda a gente fala. Mas penso em le outro livro dele para tirar as minhas dúvidas. Quero ler O Teorema de Katherine.
    Beijo
    http://www.fofocas-literarias.blogspot.pt
    http://www.blogiamjessie.blogspot.pt

    • Responder

      G Florees

      5 de agosto de 2014

      Foi exatamente o que aconteceu comigo, por isso resolvi ler Cidades de Papel mas não melhorou a imagem que eu tinha do autor :(

  18. Responder

    Carolina Santana

    5 de agosto de 2014

    Ge, eu também não gostei desse livro e sabe quando vc sente aquela culpa pq todo mundo fala que é maravilhoso? Mas agora to vendo que muita gente pensou como eu. Achei que o final poderia ser diferente para justificar as partes legais e engraçadas que tem aleatoriamente pelo livro :(
    O próximo dele que vou ler é Quem é você, Alasca?, vou tentar não criar muitas expectativas kkk. Beijoss!

    • Responder

      G Florees

      5 de agosto de 2014

      Depois me conta se é legal :D Beijos

  19. Responder

    Jana

    5 de agosto de 2014

    Oi Ge!
    Dica pras leitoras , a AVON também vende nos seu catáloos os livros de John Green, que custam em torno de 19,99 mas sempre tem promoções por 17,99.

    E é isso

    Bjo

    • Responder

      G Florees

      5 de agosto de 2014

      Ah, que legal! Otima dica :D

  20. Responder

    Marcela

    5 de agosto de 2014

    Eu também n gostei do livro, confesso q li ate o fim achando q “um milagre” ia acontecer, mas infelizmente nada de bom aconteceu. Já li alguns livros do John Green e nenhum se compara com o A culpa é das estrelas, mas um que li e achei super divertido e com um fim surpreendente é o livro: “Quem é você Alasca”. bjos

    • Responder

      G Florees

      7 de agosto de 2014

      Eu confesso que não tenho mais vontade de ler nenhum livro do autor, me decepcionei com esse :(

  21. Responder

    Franci Pacheco

    5 de agosto de 2014

    Adorei a sinceridade da tua resenha.

    • Responder

      G Florees

      7 de agosto de 2014

      Tem que ser sincera, né? :D

  22. Responder

    Raynne

    5 de agosto de 2014

    Oi G, concordo super com a sua opinião a respeito do livro, eu gostei de ACEDE, e fui muito feliz ler esse livro maas me decepcioneiiii, ooh dó.. To amando os posts sobre livros, já coloquei váários na minha listinha dos que você indicou haha Beijoos

    • Responder

      G Florees

      7 de agosto de 2014

      Ebaa! Que legal :D

  23. Responder

    Mariana Gouveia

    5 de agosto de 2014

    Também li esse livro e achei ele um pouco chatinho, gostei mais de ler A culpa é das estrelas e O Teorema Katherine do mesmo autor. ^^

    • Responder

      G Florees

      7 de agosto de 2014

      Esse livro é chatinho mesmo :(

LEAVE A COMMENT