Guia de Viagem: Visconde de Mauá – RJ (Viajando com o Toddy)

Quem me acompanha pelo instagram ~@JessicaFlores~ viu que, na semana passada, eu passei alguns dias em Visconde de Mauá – RJ. Nós já fomos para lá em 2012 (tem alguns posts aqui) mas dessa vez a viagem foi diferente porque levamos o novo integrante da família: o Toddy!

guia de viagem viajando com cachorro toddy visconde de mauá borboletas na carteira

Como muita gente pediu, vim contar mais detalhes sobre como foi viajar com ele e quais passeios ele pôde fazer. Lembrando que nós viajamos juntos, então não desgrudamos dele nenhum segundo e o que ele não podia fazer, a gente também não fazia.

Nós ficamos na mesma pousada que ficamos em 2012, a Pousada Fazenda Rio das Pedras (quem ficar por lá, avisa o Marcelo que viu o post aqui no blog), lá eles aceitam cachorros de todos os tamanhos e o mais legal é que tem diversas trilhas e várias cachoeiras pequenas dentro da fazenda, então não precisa ir muito longe e dá para se divertir super por lá mesmo. Eu já falei um pouquinho sobre ela aqui.

guia de viagem viajando com cachorro toddy visconde de mauá borboletas na carteira-3

@ToddyPeludinho

Os preparativos: O Toddy é alérgico então ele não pode com álcool, produto de limpeza, não pode tomar muitos banhos e nem ficar molhado por muito tempo. Por causa disso, nós fomos ao veterinário e fizemos mil perguntas sobre como seria a rotina dele nas cachoeiras. O vet foi super objetivo: “deixa molhar, deixa brincar, depois seca com uma toalha e pronto! Não lave com shampoo porque isso acaba ressecando a pele e deixando ela ainda mais sensível” E foi o que fizemos, usamos aquela toalha mágica, sabe? e como estava bastante sol, no final da tarde, ele já estava totalmente seco.

Os cuidados: Em uma região de serra e fazenda, é preciso tomar alguns cuidados com pulgas, carrapatos e mosquitos, por isso nós aplicamos o anti-pulgas (que também ajuda contra carrapatos – Usamos o Revolution por indicação do vet) e uma coleira repelente de mosquitos. Super funcionou! Mas todo dia, nós olhávamos direitinho para ver se nada tinha passado pela barreira de proteção.

Nos restaurantes: Todos os restaurantes com área externa permitem cachorro, então era bem tranquilo já que a maioria por lá tem uma área assim por causa do verão. Alguns que nós fomos e gostamos muito: Beer Garten (Maringá – Minas), Don Corleone (Maringá – RJ), Warabi (Maringá – RJ), Restaurante da Leila (RJ). Ah, alguns restaurantes fechados também aceitaram o Toddy porque ele é pequeno e fica quietinho embaixo da mesa.

Os passeios e cachoeiras: A maioria das cachoeiras é pública e algumas só contam com uma taxa de preservação, em todas ele era bem-vindo. Nós fomos no Poção (que tem muita pedra e ele não aproveitou muito), na Santa Clara (que tem uma parte rasa que ele gostou bastante), na Toca da Raposa (que tem o acesso difícil mas que ele conseguiu andar nas pedras) e no Parque Corredeiras (onde fizemos bóia e ficamos brincando nas cachoeiras pequenas), fora as cachoeiras da pousada, que foi onde ele mais curtiu (aqui tem alguns vídeos). O único lugar que não aceita cachorros é o Vale do Alcantilado, um parque que tem mais de 9 quedas d’água e que dizem ser muito bonito, mas nós não fomos.

Nem preciso dizer que o Toddy amou o lugar, né? Na pousada onde ficamos tinha cavalos, bois, galinhas, gansos, outros cachorros e ele nunca se sentiu tão livre na vida. Para um cachorro que vive em apartamento e fica na sacada supervisionando a obra do prédio do lado, poder ver todos esses animais e correr solto pelas trilhas foi uma experiência incrível. Nós gostamos tanto de viajar com ele que queremos voltar para lá todo ano! Tem vários vídeos no insta dele para quem quiser ver a felicidade <3

Ah, e para viajar com cachorro não pode rolar frescura, o Toddy é um terrier então ele rolava na grama, na lama, na areia, no cocô de vaca… eu repetia a frase que o vet falou como se fosse um mantra: “Cuide como se fosse um filho, trate como se fosse um cachorro” e fechava o olho e deixava ele se divertir! Depois, quando voltamos, ele foi pro banho e ficou limpinho!

(Visited 29 times, 1 visits today)

RELATED POSTS

30 Comments

  1. Responder

    Clarissa Carino

    7 de janeiro de 2016

    G, Vim nesse post por conta dos seus snaps, to Amando essa pousada e vim saber mais para quando voltar a Visconde de Mauá! Por coincidência, o último post do meu blog é sobre o Vale do Alcantilado, pois estive lá em 2015… Se quiser passa lá para ver! ;)

    Beijos, moça!

    Clá | blog Uma Garota Carioca

  2. Responder

    Polliani

    17 de novembro de 2015

    OII G td bem?? Estarei indo no feriado do dia 20 nessa pousada, e escolhi lá por ter visto várias fotos lindas no seu insta…. Eu conheci visconde de maua ano passado, fiquei em outro lugar (maua Brasil). Mas me intrressei mto nessa por conta das cachoeiras…. Me ajude numa dica, essas cachoeiras podemos ir à pé, fica dentro da pousada?!! ou precisa de carro?!! Muito obrigada, quinta feira estarei lá!!! Beijos

    • Responder

      G Florees

      19 de novembro de 2015

      Existem umas 6 cachoeiras dentro da pousada, são pequenas, mas foi as que nós mais aproveitamos por conta do Toddy, mas existem outras que você precisa ir de carro (fora da pousada) :D Espero ter ajudado e avisa o pessoal que você escolheu a pousada porque viu por aqui :DD É sempre legal saber que vocês confiam no blog! <3 Beijos

  3. Responder

    Gabriela Valete

    6 de outubro de 2015

    Adorei as dicas! Estou querendo ir pra lá agora em outubro com meu marido e nosso cachorro (um shih tzu). O Toddy pôde dormir com vocês no chalé à noite?

    • Responder

      G Florees

      6 de outubro de 2015

      Sim, ele pode ficar do lado de dentro :DD

  4. Responder

    Luiza

    28 de julho de 2015

    Nossa amei!!! Com certeza vamos em janeiro, pois meu marido vai estar de férias!!! Amamos cachoeiras, e fica só a 3 horas de Campo Grande, Rio de Janeiro. Seu post foi ótimo pra mim!!! Amei o vlog também!! Bjosss
    Toddy é muuuuito fofo!!!

  5. Responder

    Natacha

    26 de janeiro de 2015

    Jessica, eu adorei as dicas, tenho um Shih Tzu e sou louca pra fazer esse tipo de viagem com ele. As fotos do Toddy ficaram lindas *—*

  6. Responder

    Bebel

    18 de janeiro de 2015

    Amei esse lugar e, adorei ver o tody se divertindo a valer. Parabens a vcs , nossos animais são muito apegados e sofrem qdo ficam longe Adorei de mais!

    Bjs.

  7. Responder

    Lisiane

    17 de janeiro de 2015

    muito legal o post G!! Tenho um bichon frisé, não moro no Brasil, mas sempre passo as feiras ai, mto bom saber sobre lugares onde nossos bebes são bem vindos! Com certeza nas proximas ferias iremos para este lugar lindo! Bjos, o blog é otimo!

  8. Responder

    Marilia P

    16 de janeiro de 2015

    Como o Toddy é fotogênico! Puxou a mãe rsrs.
    Sua fotos ficaram lindas, deu pra ver que ele se divertiu horrores!

  9. Responder

    Marina

    16 de janeiro de 2015

    Oi, G!
    Amei as fotos do Toddy nas cachoeiras e nos passeios ao ar livre. Fiquei com muuuita vontade de levar minha cachorrinha!
    Inclusive tenho uma filhote de Whestie também e ele vive com os pelinhos debaixo da boca manchados de ração e água… O Toddy chegou a ficar assim? Vocês tiveram que usar ou usam algum shampoo específico pra clarear?
    Beijoos

    • Responder

      G Florees

      19 de janeiro de 2015

      Oi Marina, isso acontece porque na ração tem ferro (o que escurece os pelos), mas eu não me importo, porque é natural, sabe? Você pode usar um shampoo azulzinho da Granado, que branqueia :D Beijos

  10. Responder

    Thatá Ortiz

    16 de janeiro de 2015

    G adoreei o post e ver como o Toddy se divertiu. Tbm tenho um baby peludo que levo comigo pra todo lado, mas infelizmente ainda são poucos os lugares que aceitam. Ele é pequeno e um amor dentro de casa porém qnd pequeno, por medo, exagerei nos cuidados e hj ele é um tanto mimado e late pra td que desagrada, tenho receio de levá-lo nos lugares e ele não se comportar.

  11. Responder

    Ceci

    16 de janeiro de 2015

    Adorei a frase:“Cuide como se fosse um filho, trate como se fosse um cachorro”. É isso mesmo ;)

  12. Responder

    Franci Pacheco

    16 de janeiro de 2015

    Que bacana, deve ter sido incrível.

  13. Responder

    Dione Blanco

    16 de janeiro de 2015

    Oi G!!!
    Que super coincidência, depois do Natal também fui viajar com meu cachorrinho o Sebastião rsrsrs Contei no meu blog como foi a aventura rsrsrsrs

  14. Responder

    Stephanie

    16 de janeiro de 2015

    Adorei, G! Obrigada por compartilhar com a gente. Tenho 2 malteses e fiquei morrendo de vontade de passear com eles lá. No post vc fala sobre uma toalha mágica… Me conta mais? É propria pra dogs ou vende pra outros fins tb, tipo em casa de utilidades? Eu nunca ouvi falar e nao achei na net algo que pudesse achar semelhante. Qual a marca? Bjs!

    • Responder

      G Florees

      19 de janeiro de 2015

      Procura no Google, ela serve para muitas coisas :DD Beijos

  15. Responder

    Ster Avelar

    16 de janeiro de 2015

    Eu acompanhei a viagem no seu insta e no insta do Toddy :D Que delícia de lugar!!! Adoro lugares assim e vou muito em Pirenópolis-GO e Caiapônia-GO, mas nunca soube se eles aceitam cachorro. Viajar sem o nosso pet dá uma dor no coração, uma saudade… Fico fã desses lugares que aceitam eles.

  16. Responder

    Tatiane Nascimento

    16 de janeiro de 2015

    Amei acompanhar a sua viagem pelo insta e rolou aquela super inveja…hahahhh
    E que ligar mais lindo né?beijo

  17. Responder

    Paola Alves

    16 de janeiro de 2015

    Que legal! Nunca pensei em levar um dog numa viagem dessas, mas amei <333 Essa foto dele com óculos é muito amor! http://simsemfrescura.blogspot.com.br/

  18. Responder

    Tamires Ferreira

    16 de janeiro de 2015

    OOOOUNTT deve ter sido uma experiência mágica, principalmente para ele! Quanto amor! Adorei as dicas G… beijos

  19. Responder

    Isabela Rocha

    16 de janeiro de 2015

    Gee!! Agora vc tem que vir conhecer Maringá-PR! Rs

  20. Responder

    Aline

    16 de janeiro de 2015

    Que lindinhoooo

    Eu amei acompanhar a sua viagem pelo insta e rolou aquela super inveja, porque né, tava um calor do Saara aqui em SP rs….

    Eu já fui pra essa cidade, mas no inverno que também é bem legal. E agora fiquei morrendo de vontade ir no verão pra aproveitar essas cachoeiras.

    Também conheci o restaurante Don Corleone e é bem gostoso…bom saber que aceitam animais…

    O Toddy é lindo demais….é mt gostoso ver a felicidade de vcs <3

  21. Responder

    Erika

    16 de janeiro de 2015

    Muito lindo o lugar, gostaria de saber se vcs foram de carro. Se sim, como foi a viagem se foi tranquila, pista boa. Tudo isso é bom levar em consideração em uma viagem. Bju

    • Responder

      G Florees

      16 de janeiro de 2015

      Oi Erika, sim, fomos de carro, dá 3h30 de Mogi das Cruzes até lá. Como saimos bem cedinho, o Toddy dormiu a viagem toda. Ele tem aquele cinto de segurança que prende no peitoral e eu coloquei a caminha dele no banco de trás :D Beijos

  22. Responder

    Amanda

    16 de janeiro de 2015

    Nossa, Gê são poucos hotéis e restaurantes que aceitam animal de estimação, e muitos ainda colocam o porte do animal, caso contrário não aceitam de jeito nenhum…é muito bomm poder viajar e levar nosso pequeno amor ao nosso lado. Beijos do Peludinho e pra você tambem.

    • Responder

      G Florees

      16 de janeiro de 2015

      É uma delícia, nós amamos! <3

  23. Responder

    Gabi Vasconcelos

    16 de janeiro de 2015

    Muito legal! Eu não conheço esse lugar, mas coloquei na minha lista para levar o meu schnauzer: Barthô. :) Obrigada.

    Beijos.

LEAVE A COMMENT